08/11/2012

Histerismo Ambulante

* este mini post foi escrito em um impulso, apenas como um desabafo e não foi revisado. Terá inúmeros erros de português e no momento, não estou nem aí para isso.

O que aconteceria se eu largasse tudo o que estivesse fazendo, em uma quinta feira, às 15:43 e saísse gritando, correndo pela rua, sem destino, debaixo de chuva, descalça, descabelada, até perder completamente o fôlego?

As pessoas me achariam louca? Corajosa? Teriam uma pontinha de inveja? Tentariam me impedir? Alguém iria me acompanhar, gritando também?

Não tenho a mínima ideia do que aconteceria, aliás, creio que jamais irei saber, pois como a maioria das pessoas, não tenho coragem o suficiente para fazê-lo.
Só sei que se fizesse isso agora, seria a pessoa mais realizada do mundo.


Algumas pessoas gritam por raiva, outras de felicidade, dor, prazer...
Eu sinto apenas vontade de gritar, um grito de liberdade para o corpo e a alma.

Foto do Google

8 comentários:

  1. Eu tb sindo vontade de gritar as vezes... as vezes eu grito, abafando no travesseiro... e olha que já dá resultado! ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei da ideia. Ontem descobrir que gritar dentro de um carro em movimento também dá resultado hehehe.

      Excluir
  2. Hehehe eu aqui no mato posso fazer isso; sem ninguem me chamar de louca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu fizesse isso aí no "mato", você me chamaria de louca, mãe. hahaha

      Excluir
  3. Eu gritaria com você o/
    Beijinhos

    Am
    http://www.vinteepoucos.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Mari, respondi seu comentário no meu blog. Mas vou colar ele aqui pra você ler:

    "Chama smartphone? Eu sou tão atrasada com as tecnologias que eu nem sabia disso. Me senti agora tendo um smartphone. Vou fazer uma resenha sim, mas deixa passar mais alguns dias, pra eu analisar meu brinquedinho melhor. Já vejo vários defeitos nele, mas quero ter certeza. Quanto a realização do número 4, você casou né? Ai fica mais fácil. Eu quero ter um apartamento ANTES de casar, preciso desse espaço. Fiquei super feliz de saber que você queria fazer nutrição, te incentivo muito a fazer, porque eu estou amando! Vou fazer algum post falando sobre isso, qualquer dia. Assim que aparecer uma oportunidade agarra ela, não deixa passar não e vá fazer seu curso. Pelo visto nós somos bem parecidas, temos sonhos semelhantes, gostamos da mesma profissão. :)"

    Bom, acho que o modelo do meu é um Ace Duos, mas depois eu vejo o número correto e te falo. Quanto ao seu post, nós somos parecidas mesmo hein? Eu também sempre quis fazer algo do tipo, mas tenho tanta vergonha que eu não gritaria, acho que no máximo eu sairia na chuva. Mas se algum dia eu fizer isso, vou me sentir - sem dúvida - muito livre. Livre de qualquer opinião alheia. Livre de preconceitos e cheia de satisfação. Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É justamente esse sentimento de liberdade que eu sempre procuro =)

      Excluir

Foto do Perfil

Luiz Fernando e Mariana, ele jornalista, ela ainda não sabe o que vai ser quando crescer, casados há 5 anos, pais de 3 yorkshires e se amam incondicionalmente. Mais?

Facebook

Instagram da Mary @maryriguetti

Instagram do Luiz @luizfernandodelgado

Publicidade